sexta-feira, 15 de abril de 2011

Bullying? Que mané bullying!

Salve pessoal, voltando dessa monotonia que é estudar para provas, um tema muito interessante me rondou esses dias e quero deixar clara e transparente minha opinião. Não consigo ficar longe do blog apesar do tempo corrido como explicado anteriormente. Mas tenho uma nova proposta de escrita, e este assunto que citarei hoje me dará muito espaço para cumprir está missão. Uma escrita mais ácida e menos política, uma visão além do que a compreensão dos fatos nos mostra, uma sobreposição do meu estilo. Definindo, liberdade total.

O assunto de hoje: Bullying é o caralho!

Sim, com palavrão e tudo, e aqui não tem pi para cortar as palavras, alias, pi é a hipocrisia televisionada mais babaca da face da terra, até por que você não ouviu, mas pensou imediatamente no palavrão, retornando ao assunto, essa coisa agora apelidada de bullying é tão arcaico quanto tentar apedrejar uma prostituta em praça pública... Alguém conhece essa história? Sim, a mais de 2 mil anos o "bullying" já era um fato, só que agora querem que isto seja a causa de todos os problemas... O cara matou as crianças, bullying, seu filho está mal na escola, bullying, seu chefe é ríspido com você, bullying, seu cachorro morreu, bullying.

Sabe o nome disso que eu acho de verdade, falta de vergonha na cara. Bullying é muito mais do que chamar seu amigo de gordinho na escola, é maior do que seu chefe te cobrar o seu real trabalho, a vida não está te dando um bullyng quando seu cachorro morre. As coisas que eu citei, o nome disso é viver; a vida é um grande desafio onde todos nós somos submetidos a provas e superações diariamente e se você não cumpre o que deve ou há uma fatalidade no caminho não adianta botar a culpa no bullying, ele não tem nada a ver com isso.

Eu moro com uma especialista em cases de Assédio Moral, quer saber o que é bullying, leia sobre isso. Pessoas focadas e lúcidas que foram elevadas ao extremo de sua válvula de escape por pressão no trabalho, humilhação de seus superiores, insubordinação proposital de sua equipe, isolamento de coisas que gosta, e isto que digo para vocês, falando é uma coisa muito simples, agora multiplique por 10x, isso sim é bullying meus amigos, não um drama quando fulaninho diz que sua maquilagem está borrada!

Bullying meus amigos... Bullying é o caralho!

Na minha infância por ser mais gordo que meus amigos ganhei diversos apelidos como "bolo fofo", "rolha de poço", "baleia" e por ai vai... E sabe como eu resolvia essas coisas? Com um bom soco na boca do estômago de cada um. Se eu considero bullying? Não, crianças meus caros leitores, são todas assim, sem senso, não sacrifique o que ofendeu, ele tem apenas 9 anos de idade e não faz idéia do que é bullying, o que nesse caso, é simplesmente colocar apelidos... Pais, aprendam uma coisa, o Ensino Fundamental é formado por crianças que estão na fase da demência, portanto se seu filho está ofendido com apelidos, zuações ou coisas do tipo, não vai ser uma reunião com a diretora, uma psicóloga e todos os envolvidos que irá resolver, e o mais certo que aconteça é que assuste e isole a criança do ambiente social. Na dúvida, mande dar um bom soco, que ai a reunião será diferente...

Fico aberto a grandes comentários e aos que gostariam de participar deste debate, está é a minha visão atual de que as pessoas estão sem critério para julgar o que é bullying e o que é vida. Desculpas a parte, bullying e nada para mim são a mesma coisa. Seriedade e compreensão de todos, e aliás, BOM SENSO é isso que vos falta hoje, parar de dramatizar ou então montar uma grande escola de teatro em cada canto do país.

9 comentários:

Rafaela Hernandes disse...

Eu concordo que hoje tudo que se faz é dramatizar os fatos, as coisas a vida e etc. E na minha infância eu era a magrela, o esqueleto humano, a mandioca descascada, a caipira, da roça de todos os dias na escola, mas eu simplesmente nunca me senti atingida a menos que falassem da minha mãe aí a conversa era outra. Mas cada caso é um caso, e ninguém é igual a ninguém gente. Cada pessoa tem uma está propenso a reagir de várias maneiras e nem todo mundo sabe se defender da vida se isso fosse mentira ninguém teria problema no coração ou todo mundo teria, acontece que cada pessoa possui um histórico e nem por eu viver as mesmas coisas não quer dizer que eu vou reagir da mesma forma. Isso não justifica coisas as coisas horrendas que vem acontecendo na humanidade, porém ninguém conhece a vida e cabeça de ninguém nós estamos acostumados a nos enganar até com mãe, pai, irmãos quem dirá com alguém que passamos a conhecer a uma semana. Como foi mostrado o rapaz de Realengo era psicótico, não que todos os outros que cometem crimes horríveis sejam, mas é verdade que ninguém conhecem a fundo as motivações dessas pessoas e arrisco dizer que nem mesmo os psiquiatras com todos os seus estudos conseguirá dizer, somente Deus! O povo brasileiro espera que coisas como essas e piores não aconteçam mais, estamos cansados!

Indy disse...

Concordo com tudo. Muito bom o texto.

gfeldens disse...

Sou pelotense e com 13 anos, mudei para Campo Grande/MS, onde vivo ate hoje, entao nem preciso mencionar se passei por algum tipo de piada ou provocação relacionados com a cidade natal ou meu estado de nascimento.
Nao me considero prejudicado, claro que tinha vez que eu me irritava, mas foi bom porque aprendi a pensar e responder rapido, as vezes via que conseguia ir bem quando uma resposta fazia com os demais rissem do cara pra quem eu respondi e parassem de zuar comigo.
Escuto piadas de gaucho ate hoje, mas e ai? Sei que tem gente que nao gosta mesmo, mas sempre soube diferenciar elas dos que apenas queriam fazer uma piada pronta.

☆ılıl.ılıı Nany ılıl.ılıı☆ disse...

Mto bom texto, o assunto do momento...
concordo cm vc,Bullying é o caralho!
Tds ofendem e mts se sentem ofendidos em boa parte da vida.Seja no trabalho, na escola... Bullying é muito + q isso.
Vc aconselha aos ofendidos se defenderem com socos, eu aconselho a fingir demência, finge q ñ ta ouvindo, q ñ é contigo... eu me saia bem assim qndo criança (mt magra e baixinha, ñ me atrevia a bater em ngm) rsrsrsr
Os q gostam d 'tirar onda', ofender.. Gostam de ibope, sem isso eles procuram outra vítima.

Continue arrasando na escrita.. Denissssss

Bjuxxxxxx

Mother disse...

As "pretensas" férias do blog parecem que estimularam mais ainda sua cabeça e sua escrita. ótimo texto. Parabéns!!! Sou suspeita??? E daí... isso não é bullying, isto é AMOR, beijos de MM.

Anônimo disse...

Caraca , Só podia ser meu filhão mesmo . concordo em tudo o que disse . No meu tempo essa merda de bullyng se chamava encarnação , putz muitas vezes acabava em porrada e depois todo mundo era amigo novamente .
Penso que por culpa de alguns Pais que querem superproteger seus filhos esquecem de ensinar aquelas malandragens de criança a seus filhos , aí vem os mais malandros e sacaneiam os bobões ,e quando esses bobões permitem são vitimas das sacanagens (bulling) dos outros . E se isto continua acontecendo aquela criança se torna um adulto fraco para a realidade do dia a dia .
Engolir sapos faz parte da vida de todos mas ser der para espant-los melhor .
Maravilhoso o tema . Parabens e que DEUS te proteja hoje e sempre .
Te AMO.

Marlandyson disse...

Quem quiser ser meu amigo tem que aguentar um "e ae seu viado?" quando eu cumprimentar.

Bullying é bullying e não é frescurinha.

Mas brincadeira tem limite. Não é normal pegar uma criança e enfiar a cabeça dela dentro da privada e não é todo mundo que manja de kungfu e consegue derrubar 10 na porrada pra resolver as coisas.

The consequences will never be the same!

Doroni Hilgenberg disse...

Seu texto é reflexivo. No entanto a verdade tem duas faces. Como pedagoga, não ensinamos a criança a revidar e sim a não fazer caso por causa de bobagens. No entanto, tudo tem limites, e em muitos casos os valentões se julgam dono do pedaço e nào passam de uns covardes se aproveitando da vulnerabilidades dos menores.
É claro que a criança tem de aprender a se defender, mas
quando se trata de Bullyng nem sempre conseguem, porque pegaram-no para Cristo. bjs

Fernanda disse...

Caro amigo concordo com seu desabafo quando diz que o mundo banalizou o "bullyng". Inclusive semana passada o senador retirou o instrumento de trabalho do repórter e sua justificativa foi o “bullyng” que segundo ele os políticos sofrem. Ta de sacanagem né ... A grande maioria de nossos políticos desviam o dinheiro publico para futilidade enquanto nossas crianças morrem por falta de princípios básicos como saúde e alimentação princípios esses que por leis são garantido. Milhões de pessoas a beira da pobreza, um país de ainda morre por falta de alimentação e o digníssimo sente-se ofendido pelo repórter o ter perguntado se abriria mão do dinheiro que recebe por uma função que já não exerce mais. Quer dizer sobra dinheiro aos políticos e faltam postos de saúde, remédios, alimentos, moradias e educação de qualidade. Quanto aos jovens da escola também acredito que as crianças não tenham proporção do mal que causam aos colegas uma vez que estão em fase de construção cognitiva e não possuem valores morais e críticos totalmente formados, estão em fase de maturação e como nosso amigo disse um apelido para eles é simplesmente um apelido, a perseguição ao colega é a busca de um reconhecimentos dos demais mas é claro que devemos criar políticas de prevenção mas considero que muito melhor que a punição que vai gerar uma resposta imediata mas não vai gerar o aprendizado deve ser feito feito de maneira a recompensá-los por bons atos, devemos reforçar um abraço, um sorriso, um gesto de carinho para que essa criança se torne um adulto consciente e não temeroso a repreensão, é um trabalho que levará mais tempo mas certamente terá mais eficácia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...