quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Starts With You

Feriado passado ocorreu o mega evento SWU. Reunindo grupos de todos os lugares do mundo, DJ's, ambientalistas e uma gigantesca estrutura. Foram 3 dias de muita música e fóruns de debates sobre sustentabilidade. Começa com voce! Agora vamos a crítica, construtiva e intuitiva. Abrindo, quem sabe, um pouco a visão de algo explicito e de fácil percepção, mas que precisa de um toque extra para ser aceito.

Quantas das milhões de pessoas que estiveram no festival passarão a tomar banhos de 7 minutos? Deixaram de usar desodorantes CFC, ou deixarão seus carros 1 vez por semana para ir trabalhar de bicicleta?

O movimento visionário, nascido da cabeça de um grande empreendedor sustentável, foi espetacular. Caímos na velha retórica da teoria e prática! Será que um ativista empresário acreditaria na consciência em totalidade da sustentabilidade, na cabeça de milhares e milhares de jovens, com diversos shows?
Chega a ser um pouco irônico! Em takes da Globo ou do MultiShow, não foi lembrado em momento algum a ideologia do festival. A responsabilidade social foi por água abaixo. E ai entra a monetização do oportunismo, mas esse assunto é uma boa pedida para um próximo post.

Acabaram tropeçando em um imenso erro, que alias, contradiz as bases do triângulo sustentável. Em um país onde a grande maioria é pobre um evento deste porte não ser Economicamente Viável e nem Socialmente Justo é um pecado capital. Digamos que toda a excelência se foi nesse aspecto.

Acertaram em cheio no Ecologicamente Correto, geradores a base de etanol, material de divulgação reciclado, segurança de bicicleta, banhos controlados, proibição de aerosol e de materiais que produzissem gás carbônico. Nesse aspecto, a excelência foi digna de sustentabilidade!

A grande questão é... A movimento é revolucionário, limpo e digno, mas precisa de bases reais, e não monetizadas. Precisamos aplicar com rigor a tríade que ampara tudo isso, caso contrário, teremos um grande negócio, que não funcionará.
E eu queria deixar um recado para as grandes empresas que teimam em monetizar tudo que é oportuno, principalmente as atividades sustentáveis, que vem sendo "hit" nos últimos tempos. Estão com medo? Sabe que isso pode abalar toda a estrutura do nosso país e acabar com a monopolização? Os lemas, Economicamente Justo, Socialmente Viável e Ecologicamente Correto, arranham em seus ouvidos? Fiquem tranquilos, há espaço para todos, entenderam? PARA TODOS!

Encerro esse post com uma breve frase de uma música do grupo O Teatro Mágico em parceria com Zeca Baleiro, chamado Xaneu Nº 5.

"Quem tem medo, assimila toda forma de expressão como protesto"

Entenda e sinta.

PS: Eu queria muito ter ido ao Festival sim, sou fã de diversas bandas que tocaram lá! Então, não me perturbem dizendo que sou invejoso ou coisa do tipo!

1 comentários:

Carol disse...

Me lembro da primeira vez que eu ouvi falar sobre esse festival (vindo de você a propósito). A idéia original era até boa, mas foi quando eu ouvi o "organizador" do tal evento falar foi q eu m dei conta do que realmente se tratava: "Uma boa desculpa para uma nova farra". A única diferença do SWU para uma rave é q no SWU tinha uma tenda com debates sobre sustentabilidade (q eu acredito fielmente q foi a tenda menos visitada). O evento se chama "Comece com vc" com vc bebendo, com vc fumando, com vc ficando sem dar notícias aos seus pais, com vc se drogando, com vc transando sem segurança...mas e a Sustentabilidade??? Quem?!?Éhh, a sustentabilidade, aquela que era o "principal motivo" do evento? Bem... ahh já sei: Eles tomaram banhos de 7 minutos lá? Já é um bom começo?! Acho q não né!
Não fui nem tive a menor vontade de ir, não pq sou politicamente correta, mas pq não finjo ser!
No fim das contas o "woodstock brasileiro" foi mais um evento com sexo, drogas e rock in roll!!!
Nada mudou em 41 anos!
No mais, adorei como sempre!
(eu li 1º como sempre)
Parabéns vc sabe q tem talento!
Bjão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...